25 maio 2008

A grunhice dos vencedores...

Das virtudes como treinador de futebol nada tenho a opôr ao José Mourinho que parece viver obcecado em ganhar e em ser implacável com os perdedores. Depois de saber que, em entrevista ao jornal "The Sun", o Sr. Mourinho criticou o seu substituto, Avram Grant, com considerações deselegantes do estilo "segundo a minha filosofia, a palavra 'quase' significa derrota. Talvez, na filosofia de um perdedor, esta tenha sido uma grande temporada, e eu respeito isso", resta-me confirmar a minha profunda antipatia por este personagem que até tem uma filosofia e é um vencedor mas sai-se com estas tiradas de grunho arrogante, mal educado e patético, a quem desejo muita sorte para gastar os milhões com que o Abrahmovitch o indemnizou. E, já agora, avise quando dá entrevistas, para eu poder mudar de canal a tempo...

4 comentários:

Zé Leonel disse...

Este post podia ser assinado pelo Santana Lopes, he he he.

Abraço.

roserouge disse...

"Ainda pior que a convicção do não, é a incerteza do talvez, é a desilusão de um quase! ...
...Porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu."

Fernando Pessoa - Quase

expressodalinha disse...

Não gostas do Jhosé?!

Al Kantara disse...

Zé Leonel : Caraças, as (más) companhias que me atribuis !...

Roserouge : Ver ainda "Quase" de Mário Sá-Carneiro.

Expresso - Então não gosto ? Um rapaz tão agradável, tão simpático com toda a gente que só apetece dar murros nos cornos e pontapés na tromba. Então não haveria de gostar ?!...