22 maio 2009

Trabalhem e agradeçam a Deus...

O preclaro engenheiro Belmiro de Azevedo diz que não percebe como é que, na actual conjuntura, os trabalhadores da Auto-Europa se atrevem a exigir que lhes paguem os sábados como horas extraordinárias. Acha o senhor engenheiro que o cagaço do desemprego deveria pôr os trabalhadores a trabalharem, agradecerem o facto e bico calado que se não quiserem, há mais quem queira...
São tiradas assim que me fazem desconfiar que os empresários precisam de leis laborais que lhes lembrem fortemente que não "dão" emprego a ninguém. "Compram" a força de trabalho em função das suas necessidades produtivas. O preço e as condições em que o fazem não podem ser deixados à "mão invisível" do mercado. Só porque à primeira oportunidade, como provam as palavras potencialmente chantagistas do senhor Azevedo, têm uma tendência irresistível para acharem que estão a fazer um favor aos "colaboradores". Só por causa disto, oh engenheiro, este mês não vou ao Continente. Se todos os que concordam comigo fizessem o mesmo, talvez da próxima pensasse duas vezes antes de dizer a primeira que lhe ocorre...
PS - E não me venham com a história da competitividade. Ainda agora uma universidade suíça chegou à conclusão que os portugueses, afinal, até são competitivos. Desconfio que os baixos salários dos trabalhadores ofereceram uma forte contribuição para essa conclusão...

9 comentários:

Maldonado disse...

Este senhor tem tanta moral para falar de relações laborais como um ditador tem para falar de democracia...
Há gente que não se manca!

Anónimo disse...

Queres ver que se não fores ao 'Continente' o tipo envia para casa o pessoal ou seja não faz mais o favor de ter lá aquela gente a trabalhar para ele.

roserouge disse...

Uma vez li ou ouvi não sei onde que este energúmeno disse: "não vou despedir ninguém, se as pessoas continuarem a consumir". Importa-se de repetir?!

Anónimo disse...

Ah, assim é que é falar Alcantarilha.

Já viu o que dá uma comissão sindical BE? elogiada pelo patronato...isto está tudo trocado.

vai à marcha CDU? vou preparar as bandeiras e os ténis.


Tânia

LUA DE LOBOS disse...

a arrogância de quem ficou rico e intocável tão de repente que se calhar.. ai cala-te boca!!!
xi
maria de são pedro

expressodalinha disse...

Não vais ao Continente?! Moras na Madeira?

tigue disse...

...alguém! se existe alguém! que me saiba dizer, onde este engenheiro fez fortuna? não sabem? eu também! foi a trabalhar? tenham um pouco de brio!

Jon disse...

Não me espantam as declarações deste "patrãozeco".
E acreditem que há muitos mais por aí fora...
É por estas e por outras parecidas é que (também no meu trabalho) o meu bom humor, tem dado lugar a umas valentes "trombas". E depois há quem não entenda a minha falta de "espírito".
Mas quando tenho colegas que agradecem (em jeito de vénia) a maravilhosa oportunidade de trabalho que têm, pouco ou nada há a dizer...
Costumo é ficar muito mal dos intestinos quando os oiço...

astracan disse...

Este tipo de gajo bule com os meus mais tenebrosos bocados de imaginação... o meu lado mau, portanto.