28 maio 2009

O Nuno Melo precisa de ir às compras...

Ontem, num debate televisivo, o irrequieto Nuno Melo empertigou-se todo quando um deputado do PS sugeriu que os 10 milhões de euros que Miguel Cadilhe levou do BPN talvez fossem de recuperar (porque o banco estava falido e os accionistas estavam a usar dinheiro que todos vamos pagar...) "Não o vejo tão lesto a indignar-se com o salário do governador do Banco de Portugal" - atirou à queima como quem está a descobrir a pólvora.
Caríssimo Nuno Melo : o salário - exagerado concerteza, obsceno talvez... - de Vitor Constâncio é de 250 mil euros por ano. O Cadilhe limpou de uma penada 40 anos deste salário (exagerado concerteza, obsceno talvez...).
Talvez lhe custe fazer estas contas de cabeça. Olhe, compre uma calculadora nos chineses...