28 setembro 2007

Santana Lopes por uma vez esteve bem

De facto, é hora dos jornalistas perceberem que a comunicação social-espectáculo deve ter limites.

6 comentários:

maria antunes disse...

Esteve muito bem sim senhor. Agora substituíram o caso Maddie pelo Mourinho, e não se fala de outra coisa. Umas 'chicotadas' destas é que a imprensa devia estar sempre a apanhar.

ortega disse...

Televisão é "entertainement" e mais nada. Quem tem ilusões que possa ser outra coisa qualquer é tonto. Santana fez o que tinha a fazer e o que nós (os bem pensantes)gostaríamos de ter coragem para fazer. Nâo alinho é muito em unanimidades politicamente correctas, sou alérgico.

expressodalinha disse...

O Santana tem um sentido de oportunidade alucinante. Politicamente morto, percebeu imediatamente que ia ser primeira página de jornal e comentado por todos, até por quem o não grama e na semana das eleições. Só isso o fez actuar e com aquela frase "... estou aqui com com sacrifício pessoal", estamos conversados. Além disso, penso que ninguém tem dúvidas: o Mourinho seria seguramente melhor primeiro ministro do que o Santana e até melhor comentador desportivo.

Al Kantara disse...

Pois, mas qualquer deles seria melhor jornalista que o responsável pela interrupção de uma entrevista política pela chegada de um treinador ao aeroporto.
Aliás, a mim não me incomodam nada as unanimidades, desde que tenham algum sentido. O que me incomoda cada vez mais é a linha arrogantemente populista que as televisões adoptam, com total falta de respeito por toda a gente desde que achem que conseguem mais umas milésimas de share.

expressodalinha disse...

Boa. Vamos montar uma televisão alternativa.

particula-RG disse...

PSIUUU!

Também quero tempo de antena!