07 setembro 2008

Ah, começam agora...

Depois de ouvir o discurso tedioso, pretensioso e cheio de lugares comuns de Ferreira Leite (aquilo espremido dá uma vaga promessa não concretizada de alívio fiscal às PME's que promovam emprego...), parece-me que a reter são apenas as afirmações de Pacheco Pereira. Segundo ele, "a nova direcção do partido vai aumentar o escrutínio da acção governativa, passando a reunir informação, a analisar e a questionar as medidas anunciadas pelo Governo quase em tempo real, sobretudo no Parlamento". Portanto, só agora vão começar a fazer o que é suposto, isto é, oposição...

6 comentários:

expressodalinha disse...

Sempre depositei grandes esperanças neste rapaz!

astracan disse...

Isto está de rastos... é deprimente.

MFerrer disse...

Peço desculpa mas não acho que o discurso não contenha ideias ou não apresente um projecto. Não será grande coisa e muito provavelmente serria o regresso ao passado do pior do cavaquismo e do neo-neo-liberalismo bushiano.
Atente-se neste bocado de prosa, ou lá o que é:
"O Estado não pode criar a ilusão de que pode, por si só, resolver todos os problemas de desigualdade e pobreza.
Mas pode fazer muito, se orientar a sua acção exclusivamente para os que dela necessitam.
É indispensável que se descentralize a rede de apoios sociais, ao mesmo tempo que o Estado se deve concentrar na avaliação muito rigorosa dos meios e dos efeitos desta intervenção."
A dam atem a ideia d etudo privatizar e de tudo retirar ao controlo do Estado, nomeadamente onde houve dinheiro: A CGD e a Segurança Social, A Educação e a Saúde.
Ali está todo um plano de governação e de oposição a este Governo.
É preciso não nos deixarmos enganar pela aparente vacuidade e falta de jeito, e temos que denunciar este vil ataque ao Estado Social.
MFerrer

Al Kantara disse...

Caro mferrer, é claro que o discurso contém algumas ideias e delineia um proto-projecto que já conhecemos de gingeira. Por isso é que é substancialmente oco e desprovido de valor político. Não traz qualquer novidade ao PSD (muito menos ao país...) e não contribui com uma única ideia que possa conduzir à resolução dos problemas. Os portugueses saberão ver isso e, salvo alguma hecatombe que o próprio PS cause a si próprio, a senhora dona regressará a penates em 2009 com as mãos a abanar e muito melancólica pela ingratidão que o povinho lhe saberá manifestar em devido tempo...

PS - Concordo que, entretanto, é preciso denunciar a matriz de rapina neo-liberal destas ideias tão pouco originais...

sôdona.leide disse...

fui só eu que ouvi a manelita a dizer "piquenas" e médias empresas?

MFerrer disse...

Caro Al Kantara - realmente estamos servidos de damas reaccionárias. Há qu ter cuidado e ir fazendo uma cobertura ( credo!, este português! ) à vista e denunciar as jogadas sujas. Vêm aí muitas.
Cara sôdona.leite - pois eu que só sabia comer empadinhas de galinha do campo, agora tenho que lhe agradecer a amabilidade: agora tenho uma receita. Pode substitui-se as ervilhas por uma perninha de coelho desfiada? talvez até de lebréu?
Já está nos meus favoritos!
Abraço, que a vida são dois dias e pouco mais.
MFerrer