28 setembro 2008

30% dos austríacos são de extrema-direita...

Este senhor simpático e bem vestido chama-se Jorg Haider, é neo-fascista e os austríacos deram-lhe 10% de votos. A somar aos 18% que ofereceram ao outro partido de extrema direita, podemos dizer que quase 30 % dos austríacos com mais de 16 anos são fiéis depositários da triste herança de seus bisavós que receberam as tropas de Hitler entre vivas e manifestações de torpe e vergonhosa alegria. A Áustria é, aliás, o unico país europeu que, após 1945, elegeu para chefe de estado um oficial das SS.
Por tudo isto, pergunto-me se é natural que a malta ache que a democracia é um dado adquirido e que isto de ser anti-fascista está fora de moda...

1 comentário:

expressodalinha disse...

Nada nunca está fora de moda. Boa questão Al!