25 janeiro 2008

Retrato do Artista quando Cota - Steve Howe

Com o último álbum lançado em 2005, este senhor Steve Howe, guitarrista imperturbável dos lendários Yes sugere que há músicos que são como o vinho do Porto : Envelhecem com sabedoria. Aqui está um músico que se mantém e sempre se manteve em actividade durante 40 anos de carreira musical. Pertence à galeria dos Imortais do Progressive Rock e aguardamos novos trabalhos com a maturidade que os 60 anos sempre conferem àquilo que fazemos.
(Confesso que escolhi esta fotografia, não tanto pela fotogenia do personagem, mas pela imagem desta divinal Gibson Steve Howe Signature ES-175 cujo custo a rondar os 5000 euros me impede de a possuir na minha (modesta e reduzida) colecção de guitarrinhas.)

6 comentários:

expressodalinha disse...

Este é mais retrato do cota enquanto artista. Trocadilhos de lado, sempre tive uma expressa embirração pelos "Yes". Coisas de adolescente que se mantêm enquanto cota!

astracan disse...

Nem "Close to the Edge" escapa, expresso?

astracan disse...

Curioso... o formato craneano deste cota e a sua, como direi, "secura" física fazem-me lembrar um amigo percussionista da nossa aldeia, também ele a caminho de cota cujo nome começa por Jota.
Quem é este pré-cota?

bijagós disse...

Ora, astracan... parece óbvio (se descontarmos o adorno capilar), não é? Mas julgo não ser eu a pessoa indicada para responder a esta pergunta...

Al Kantara disse...

Estarão a falar do Carolas da Pontinha ?...

bijagós disse...

Como é que adivinhaste? Andas-me a sair muito esperto...