21 abril 2008

Mais uma carta encontrada no baú das apócrifas...


No baú de onde saíu uma carta atribuída a Rosa Coutinho, foi encontrada uma outra bem mais recente atribuída a Manuela Ferreira Leite. E reza assim:

15 de Novembro de 2003

Meu caro sheik,

Depois das reuniões secretas havidas com os companheiros do partido, e face a um déficit que queremos desesperadamente disfarçar perante Bruxelas e os portugueses, cumpre-me propôr-lhe um negócio que é verdadeiramente das Arábias, perdoe-se-me a ironia.
Ora, isto funciona assim:
Eu tenho nas gavetas carunchosas do meu Ministério das Finanças imensos calotes que ninguém paga e que também ninguém pode garantir que ainda existem. Mas eu que sou uma pessoa credível e muito competente, decido que têm o valor nominal de 11,7 mil milhões. O caro sheik finge que compra esta dívida e adianta-me a ninharia de 1,7 mil milhões que entram nos cofres como receita (garanto-lhe que ninguém vai perceber que se trata de um empréstimo…) e me permitem fazer um figuraço junto daqueles snobs de Bruxelas que não me acham capaz de garantir menos de 3% de déficit.
Depois, para o caro sheik não ficar prejudicado e ainda poder ganhar uns largos milhares de milhões, nós comprometemo-nos a cobrar e a substituír a dívida incobrável por valores equivalentes devidamente garantidos. Claro que isto será feito, independentemente da minha presença ou ausência no governo. Já contratei para o efeito um tal Macedo que é perito informático e no cruzamento de dados é um ás. Garanto-lhe que seremos particularmente cruéis com os reformados e pensionistas que não paguem o IRS ou o IMI a tempo. Além disso, penhoras ilegais e rendimentos presumidos serão mais que muitos, não tendo, portanto, o meu caro sheik motivo de preocupações.
Assim, envio-lhe em anexo o NIB do governo português e manifesto-lhe antecipadamente as minhas felicitações por aceitar este pequeno conluio que a mim encherá de prestígio e a si aumentará, modesta mas seguramente, a larga fortuna que merecidamente detém.
Os melhores cumprimentos,
Uma sua admiradora incondicional,
MFL, Ministra da Finanças

7 comentários:

expressodalinha disse...

A idosa Ferreira Leite não resistiu ao apelo do "sheik" e resolveu avançar depois de no passado ter dado várias negas. Coisas da idade... O PSD é um autêntico sorverdouro de "líderes". Aliás devia ser extinto por estar a prestar um péssimo serviço ao país!

António P. disse...

Não te saboa um especialista em finanças Al-Kantara.
Cuidado que ainda te convidam para ministro.
Um abraço

expressodalinha disse...

Isso queria ele!!!

Al Kantara disse...

António, eu não sou especialista. A Ferreira Leite é que é. E o sheik então, nem queiras saber...
Um abraço.

Al Kantara disse...

Expresso : Eu queria era ser o sheik, agora ministro...

expressodalinha disse...

E ministro sheik?...

expressodalinha disse...

Já agora a operação chama-se "titularização da dívida"!!!...