19 abril 2008

2 milhões ? Não fui eu, não fui eu...

Faço, desde já, uma declaração de (des)interesse : Acho a fórmula 1 um negócio de riquinhos, empresas, publicidades, lobbies, muitos milhares de milhões a circular não se sabe bem vindos de onde (mas calcula-se para onde...). Por isso, é natural que ache obsceno que o estado português tenha dispendido 400 mil contos dos antigos para se poder ter um piloto no circo automobilístico. Ai e tal, e a "marca" Portugal, o prestígio internacional, a publicidade ao país ? - perguntam, convencidos, os adeptos desta modalidade. Meus caros, a chave está neste conceito que os empresários inventaram e se chama "Retorno do Investimento" e que, no caso em apreço, até prova em contrário, é absolutamente deficitário.
E, se assim não fosse, não teríamos os políticos envolvidos nesta embrulhada, a sacudirem vigorosamente a água do capote : "Não fui eu, não fui eu, foi este aqui do lado..."

2 comentários:

expressodalinha disse...

Não foste, mas pagas...!

Al Kantara disse...

Só espero que a minha parte não tenha servido para pagar as putas do Max Mosley vestidas de nazis a darem-lhe vergastadas no rabinho. É que tenho coisas mais interessantes onde gastar o meu dinheiro...