14 abril 2008

Il Capo

Quando há largos meses, um amigo italiano politicamente de esquerda, me garantia lúcido que, se houvesse eleições, Berlusconi voltaria a ganhar, pensei que estava a exagerar e a auto-flagelar-se naquele desporto tão português de depreciar o seu próprio povo. Afinal, tinha toda a razão e estas eleições vieram provar que a esquerda (pelo menos em Itália...) anda a passar a sua mensagem de forma tão desastrosa que mesmo uma personagem tão demagógica e patética lhe consegue ganhar eleições legítimas. Sinal dos tempos...
PS : Aos italianos que deram esta maioria ao "cavaliere" que acha que as mulheres de direita são mais decorativas que as de esquerda, que sejam muito felizes no futuro próximo pois vão merecer tudo o que irão amargar. Aos outros, coitados, tenham lá paciência...

4 comentários:

expressodalinha disse...

Não se pode mandar para lá o Jardim. Em Nápoles ficava a matar!

astracan disse...

Começei a "topar" este facínora, vai para 15 anos, sentado na bancada nos jogos do Milan, do qual era presidente.
Aquele olhar... letal.

ortega disse...

A tendência da latinada católica, dos dois lados do Atlântico para eleger regularmente governantes populistas será um defeito genético?

expressodalinha disse...

Sem dúvida. Herança romana!