19 julho 2008

As sugestões do senhor governador

O senhor governador do banco de Portugal é de opinião que, perante um cenário de petróleo caro, a sociedade portuguesa deveria debater a hipótese nuclear. E resolve anunciá-lo ao país como se essa fosse uma das suas atribuições profissionais. Já houve ministros a desvalorizar as afirmações do senhor governador, lembrando que não falam de taxas de juro por não ser essa a sua função. A líder da oposição já disse que estas afirmações do senhor governador só serviram para descentrar a discussão do que é essencial. No entanto, ficámos a saber que tanto o presidente Cavaco como o comentador Marcelo acham desejável discutir-se a opção nuclear. Parabéns Dr. Constâncio. Está a começar a ser ouvido. Já agora, pode estender a sugestão do debate sobre o nuclear à França, onde nos ultimos dez dias houve duas fugas radioactivas de que quase não se fala nem da extensão nem das razões da falha de segurança de um sistema que é vendido como milagroso e infalível. Talvez o Sarkozy também o oiça...
PS : Já agora, nos países com energia nuclear, a que preço está a gasolina ? É só por curiosidade...

9 comentários:

Candimba disse...

esta era prevísivel...

Primeiro os carros a electrecidade, depois é só dizer-lhes que pagam metade do preço da gasolina e é desta que conseguimos a tão desejada nuclear hehehe. facil e dura algum tempo até perceberem que foi colada com cuspo.

expressodalinha disse...

Eu por acaso acho que se deve discutir o nuclear e até acho que devia ter sido discutida há mais de 10 anos, não fossem os tabus "verdes"e de outros rapazes de sandálias com meias. É que agora se fôr para a frente, demora 8 ou 9 anos a construir!
De qq forma, para além da pertinente dúvida do Al, tenho outra: será que o Irão tb. pode ter energia nuclear ou, por estar sentado num barril de petróleo, presume-se logo que é para fazer guerra? Então quais são os critérios? Talvez o Vitor saiba...

ortega disse...

Querem ver TV, querem usar electrodomésticos, querem viajar para todo o lado? Ah! mas não querem usar petróleo porque é sujo e caro nem energia nuclear porque é perigoso. Querem voltar p'rás cavernas? Em que é que ficamos?

António P. disse...

Bom dia e hoje estou com o Ortega.
Depois encontramo-nos na caverna sem TV, sem net, sem etc...mas felizes.
Abraço

Al Kantara disse...

Em que é que ficamos? Se calhar podemos perguntar aos milhares de mortos de Tchernobyl...

expressodalinha disse...

Ou aos milhares de mortos por rebentamento de barragens... Só que quem decide são os vivos!

Candimba disse...

Sei muito pouco e até posso estar a dizer um disparate ou sete mas penso que há mais de dez anos poder se ia ter apoiado desenvolvimento sustentável de forma a viver mos com a televisão, viajar etc sem que a energia nuclear fosse sequer discutida. Temos a sensação que hoje é tarde para tudo e portanto siga, é facil (9 anos nem é muito)e continuamos com politicas de fazer lixo sem que esse tenha um fim util.

Para quem quer casa e depende dos bancos até uma caverna marchava. Mas claro, com uma televisão para ver o Benfica.

Pessoalmente venha um rebentamento de uma barragem é certinho, agora morta lenta...filhos com tres pernas ... não!

expressodalinha disse...

Vão por aí muitos fantasmas ... e não estão mortos. Acho que era mesmo necessário uma discussão!

Al Kantara disse...

Mas afinal, com fantasmas ou sem fantasmas, ninguém me diz o preço da gasolina em França ?... Então vão mas é discutir o nuclear p'ó...p'ó... ( como direi sem susceptibilizar ninguém ?...) p'ó...p'ó Algarve que já deve estar tudo de férias (Vá lá, vá lá, já me safei desta...)