10 março 2009

Afonso Henriques, o democrata não-exemplar...

Este homem que há-de um dia ser ou presidente da República ou um amargo eterno candidato, saiu-se hoje com uma que não lembra o diabo. Diz ele que "D. Afonso Henriques também não era um democrata exemplar", elogiando o papel de Eduardo dos Santos na "preservação da unidade do Estado angolano".
Não sei se se referia àquela mania do Afonso querer ser rei num mundo de senhores feudais, mas parece-me um argumento pobrezinho e anacrónico para justificar a acção de um cleptocrata que há 30 anos se enriquece a si mesmo, aos seus familiares e aos generais que o mantêm no poder.
Eu não sou como esses patetas do PS que alegam que o Alegre não tem carácter. Mas que, com esta idade, devia tomar as gotas todos os dias, lá isso...

3 comentários:

expressodalinha disse...

Acho que já não são gotas... é a torneira toda!

ortega disse...

Vcs não percebem nada. O que ele queria dizer é que a história também funciona a várias velocidades conforme o continente. Em África estão na fase de transição entre o feudalismo e o despotismo esclarecido do renascimento.

Al Kantara disse...

Aaaah!...Mas isso é muuuito inteligente para mim !...