20 junho 2008

Imposto sobre petrolíferas

Segundo a imprensa, José Sócrates estuda uma taxa extraordinária sobre as empresas petrolíferas, com o ámen de José Barroso (o tal que mudou de nome) e seguindo o exemplo da insuspeita Itália Berlusconiana que já instituiu um imposto específico às empresas que, lá como cá, estão a encher os cofres à conta da crise. Mas espera aí. Esta não era a proposta do PCP em 6 de Junho, portanto, há cerca de duas semanas e que, na altura, provocou reacções de repúdio, como quem diz, estes comunistas aproveitam tudo só para tentarem lixar o capital ? Queres ver que o Sócrates vai tirar o coelho da cartola e não vai dizer que a varinha mágica veio da Soeiro Pereira Gomes ?...

3 comentários:

expressodalinha disse...

Vamos lá ver é para que serve a cartola. O coelho ainda marcha...

Tiago Moreira Ramalho disse...

Pois, não podemos concordar sempre! Esta "Taxa" é um profundo erro. Não vou escrever aqui tudo porque não vale a pena, escrevi um post aqui:

http://oafilhado.blogspot.com

leiam também o do Alvaro Santos Pereira no desmitos:

http://desmitos.blogspot.com (tenho a ligação no meu artigo)

Al Kantara disse...

Caro Tiago, eu não disse que concordava com a taxa. Só identifiquei a origem da ideia. Quanto ao seu post, absolutamente de acordo que não é crime lucrar. (desde que não seja em cartel...) Em relação a esta ideia de taxar os lucros extraordinários das petrolíferas, só depois de as multar depois de provar que andam a manipular o mercado ( o que não é difícil percebendo que as gasolinas e os gasóleos têm tido aumentos diferenciados entre si mas idênticos para todas as companhias, o que indicia o conluio tácito do oligopólio...)