06 junho 2008

Delito de opinião ? Não, concurso...

«Tem algum jeito, numa altura em que se fala de crise mundial de fome, andarmos a deitar fora compotas que eram de instituições de caridade?» Estas foram as palavras publicas de Fátima Araújo,uma directora da ASAE aparentemente crítica da actuação dos seus colegas inspectores numa acção já aqui referida.
Pois a notícia é que a referida Fátima Araújo acaba de não ser reconduzida no cargo (que é para aprender que o respeitinho é muito bonito e com o Nunes ninguém se mete impunemente...)
O ministério da Economia já emitiu um comunicado dizendo que o concurso em que esta senhora perdeu o cargo se realizou antes destas declarações. Os senhores do ministério da Economia não perceberão que se o resultado do concurso é conhecido depois das declarações, nós que somos uns mal-intencionados, temos tendência a relacionar as coisas ? Ou acham que todos temos o Q.I. do chefe Nunes (ou mesmo do ministro Pinho, o tal do "demónio à solta") ?...

1 comentário:

expressodalinha disse...

De qq forma parece que a ASAE é inconstitucional. Será que a crise e a fome tb. são?