15 agosto 2008

Água

Hoje é dia de tertúlia virtual. O tema é " Água". Estou muito bem disposto. Por isso, não vou falar dos mil e cem milhões de pessoas sem acesso a água potável. Hoje vou falar da fabulosa água mineral ultrapremium Bling H2O. Graças a uma chamativa apresentação em garrafas de vidro semi-transparente e cristais Swarovsky para formar a palavra "bling", pretende-se chegar ao mercado mais selecto e exclusivo,e segundo os seus criadores, posicionar-se estrategicamente no crescente mercado de consumo de super-luxo. Anunciada como água de alta-costura, destinada a ter o impacto de um Rolls Royce Phantom, apresenta-se como de uma inquestionável qualidade, destinada às celebridades e aos super-ricos a quem repugna uma simples e plebeia água mineral em garrafa de plástico. Em edição exclusiva e apresentação de 750 ml a uns módicos 40 dólares por unidade (preço de revenda, não de restaurante, é claro…), eis aqui mais um produto insultuoso, absurdo e obsceno que talvez venha a ter sucesso na esquizofrénica sociedade pós-contemporânea…
PS - Vá lá, vá lá que consegui não falar dos mil e cem milhões de pessoas que não têm acesso a água potável…

16 comentários:

Tertúlia Virtual disse...

Comprar e guarda-las no cofre do banco! Que absurdo!
Parabéns pela participação,

forte abraço,

Ruvasa disse...

Viva, Al!

O que foi um sucesso conseguido com muito esforço, presumo.

Bem conseguido, sim.

Abraço

Ruben

Clecia disse...

Acho que uma frase cai bem aqui "Desta água não beberei". rsrs Caríssima! :) Mas gostei de conhecer sobre ela. Um abraço!

Magui disse...

Coisa para quem tem o que disperdiçar e sabe que no futuro, a continuar como estamos, será como jóia.

claire disse...

Tenho os pelos errriçadiississimos, estou a gruunhirrr.Beijo para ti

Silvares disse...

Um gajo pode comprar uma garrafa e, depois de regar o manjerico, enchê-la de novo no lavatório da casa-de-banho. Para revenda.

expressodalinha disse...

... E o manjerico murcha! Bem esgalhado Al!

maria antunes disse...

As coisas que eu aprendo. Desconhecia tal água, ou garrafa. É para quem não sabe o que fazer com o dinheiro.

ery roberto disse...

Retrato perfeito de um mundo capitalista, consumista e debilóide. Bem sacado seu tema, companheiro. Abração.

Ery Roberto

Ashera disse...

Inacreditável !!!!
Obrigada por trazeres ao nosso conhecimento.
Fico estupefacta, nem se devia ... há um mundo louco que desconheço por opção!
Bom fim de semana
Beijos

chicoelho disse...

Quanta futilidade em nosso mundo,nem a naturza esta aguentando.

Abç

roserouge disse...

Produto insultuoso, absurdo e obsceno. Obsceno por significar "fora de cena". Tens toda a razão.

Belo post.

Só- Poesias e outros itens disse...

Adorei a sua contribuição.
Gostei de saber desses excessos consumistas.

bjs.

JU Gioli

tiagum disse...

vi ontem à venda uma garrafinha igual a essa, numa loja gourmet aqui na linha de cascais a 69 eurinhos...

H. Sousa disse...

Um completo absurdo. Apenas me indago como pode existir quem insulta os pobres desta forma.

Abraços, excelente post!

astracan disse...

Eu também tenho uma cliente, de cujo jardim cuido, que me recusou um aumento de 5,00 euros/mês no início do ano e que, este mês, tem metade do dito jardim todo escavacado por uma retro-escavadora para... construir uma piscina! Só em água... fora o resto. Não me considero pobre, é certo, e estou longe de ser rico, com diz um meu querido amigo. Agora, que o desplante de muitos que muito têm é indecentemente provocatório, lá isso é.