19 maio 2010

Não veto por causa da crise...

O senhor presidente da república ainda não percebeu que as suas reservas morais à lei do casamento entre pessoas do mesmo sexo não interessam rigorosamente a ninguém . À direita, estas considerações são espúrias porque o resultado revela um sinal de fraqueza em questões que considera de princípio. À esquerda, porque se está bem nas tintas para os preconceitos moralistas de um presidente em quem não votou e com quem não simpatiza.
Por isso, tinha sido mais simples ao senhor presidente promulgar sem fazer ondas nem adoptar aquela atitude de "ah se não fosse a crise, vocês iam ver..."
Até porque se arrisca a que os piores de nós (nos quais me incluo...) pensem que é muito macho, muito macho mas não o suficiente para vetar politicamente em ano de eleições...

1 comentário:

expressodalinha disse...

Este homem não consegue fazer intervenções que não sejam para se safar de qq coisa. Já no casa Açores foi igual. Deve ter um sentido de Estado no umbigo.